quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Cadê a criançada?

Bom, uma das minhas considerações de fim de ano foi sobre o Natal (já faz tempo que passou o Natal, né?).

Minha família resolveu almoçar no dia 25, ao invés de ceiar na noite do dia 24. Durante o almoço, conversava com um dos meus primos, que já morou na minha quadra, sobre a nossa infância, o tanto que nos divertíamos debaixo dos blocos jogando bola, apostando corrida, entre outras coisas.

E aí me veio o estalo de que era dia 25 de dezembro e não tinha uma criança sequer brincando debaixo do meu bloco. NENHUMA!

E olha que dia 25 é o melhor dia para brincar, afinal, você ganhou todos os presentes na noite anterior e ainda não teve tempo de estrear a bicicleta, chutar a bola, botar os patins nos pés... mas não, nenhuma criança fazia qualquer atividade deste tipo por perto do meu bloco.

E meu primo saiu com a brilhante conclusão: "É a geração playstation. Estão todos sozinhos em seus quartos tentando zerar algum joguinho em que matam milhares de pessoas."

É verdade. Triste, mas verdade.

3 comentários:

Diego disse...

Teve um dia 25 que eu passei o dia ouvindo um disco do Leandro e Leonardo que ganhei. Ainda bem que passou essa fase... heheheh

faz todo sentido essa parada do playstation... q nóia..

paula barros disse...

Tem toda razão. Gosto das suas observações pela vida.

abraços, bom ano, ano bom.

Iêda disse...

Oi Amore!
Na verdade é pior que isso!
1) Hoje em dia a maioria das crianças não tem AQUEEEELE brinquedo tãão sonhado que só ganha no Natal! É tudo muito fácil de dividir em 36 vezes no cartão!
2) Outro fato é que mãe nenhuma quer correr o risco de ver o filhote ser sequestrado, assassinado, atropelado, assaltado, estrangulado, esfaqueado, assado, ou qq coisa do tipo logo no dia 25 de dezembro! Ou em nenhum outro dia!!
Mas com certeza não podemos esquecer do PS3, Nintendo WII, Box-não-sei-o-que-lá...
É, pode acreditar!!!

E olha que não sou uma mãe neurótica!

Estou com saudades! Recebeu as fotos?

Beijos!