terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Diálogos ficcionais

- Posso te perguntar uma coisa meio pessoal?
- Pode.
- Você é gay?
- Não! Por que?
- Ah, sei lá... você é tão... assim... educado, inteligente. Pensei que fosse.
- Tá doida? E desde quando ser educado e inteligente é sinônimo de ser gay?
- Não é. Mas é que é tão difícil encontrar homem educado e inteligente que até assusta. Penso logo que tem alguma coisa errada.
- Pois é, então você achou a mina de ouro. Sou educado, inteligente e homem. Muito homem.
- Que bom.
- Bom pra quem?
- Pra nós, mulheres.
- Pras outras. Porque pra você, que até hoje não tinha notado as olhadas que te dou, e ainda acha que sou gay... Chora! Não sou pro teu bico.
- Nossa, desculpa.
- Desculpada. Mas magoei!

Silêncio

- To brincando! Magoei não. Isso é coisa de bichinha.
- É. Você pode não ser gay. Mas finge ser muito bem.
- Então vem cá que te mostro o que é ser homem...

5 comentários:

lucas disse...

pegou???

Ludmilla disse...

Aiiiiiiii que saudade de vc!
E de sua educação homossexual...
ahneiheiaheiaehaiehaiehaiehaeihae

Tinhamu

Diego disse...

vai danada, vai danada...

Paulo Palavra disse...

Gente... Diálogos FICCIONAIS!! Este é o título do post... não é verdade isso. Não aconteceu comigo, apesar de eu ser muitíssimo educado!

Madame Mim disse...

Meu irmão tava indignado, pq uma vez passou a noite conversando com a amiga do nosso outro irmão e a guria foi reclamar depois, dizendo para o cacula: "vem cá, teu irmão mais velho é gay??". Meu irmão disse que só estava sendo educado, não achou que ela quisesse pegação.