segunda-feira, 4 de junho de 2007

Choque cultural

Hoje assisti a uma palestra de um sociólogo francês sobre violência. Ele falou, em certo momento da apresentação, que o que pode ser visto em uma sociedade como um ato violento, pode não ter a mesma conotação em outra cultura. Mas isso, na verdade, vale para muitas outras coisas.

Vejam, por exemplo, o que aconteceu comigo na mesma palestra. Antes de começar, estava sentado aguardando e duas mulheres vieram sentar-se ao meu lado. Perguntaram se as cadeiras estavam vagas e começaram a puxar papo sobre a apresentação. Uma delas, era alemã e contou que está no Brasil desde sexta-feira.

Bem bonita, a alemã. Loira, olhos claros e um bonito sorriso. Mas na hora em que o ar-condicionado resfriou e ela colocou o casaco, veio o tal do choque cultural. Queria que alguém tivesse gravado minha cara na hora, não deve ter sido nada boa.

Ao levantar os braços, vi que a alemã não depila as axilas. Nojento. Extremamente nojento. Ainda bem que a palestra começou logo, porque não sei se seria capaz de continuar a conversar com elas.

Acho que terei pesadelos com isso hoje à noite...

5 comentários:

Sofia disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.... valeuuu!!!!

Toty Freire disse...

ai tu desistiu de azarar a alemã, foi?

Paulo Palavra disse...

Foi! Perdi o tesão total...

Diego disse...

Reitero: a parte mais nojenta de uma mulher é mesmo essa aí!!

Iêda disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkk
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

PAUL, ELA NÃO DEPILA!

Manda o tel da Penelope pra ela!

Se ela preferir indico a minha, a CLÉO!

ehheheeh

kisses!