terça-feira, 6 de outubro de 2009

São Luis, enfim

Pois bem. Depois de muita preguiça resolvi sentar aqui e terminar de relatar minha viagem à São Luis. A cidade em si não tem nada de demais. É uma cidade como outras por aí, gente de todo tipo, lugares bacanas, lugares ruins, belezas, violência, festas, etc.

Mas eu tive a sorte de ter sido muito bem assessorado e acompanhado pelo meu amigo Toty Freire e sua calorosa, receptiva e linda família. Me levaram aos melhores lugares possíveis, me deram liberdade de ir e voltar da praia a hora que quisesse, e me acolheram com toda atenção possível. Enfim, me senti em casa!

Agradecimentos à parte, vamos ao que interessa. A cidade não é muito bonita. O centro histórico está bem detonado, prédios acabados e caindo aos pedaços. Passei por lá rapidamente achando que iria voltar, não voltei e acabei não fazendo fotos. Mas acho que não perdi muita coisa.

No quesito balada a cidade não deve muito à lugar algum. No dia em que cheguei, já fui a um samba de qualidade e a um reggae. Pela diferença, é claro que o reggae me chamou muito mais atenção. Apesar do povo falar que só tinha gatinha no local, eu juro que não vi nenhuma. Mas o clima do lugar era muito bom. Beira de praia, cerveja gelada, reggae tocando e todo mundo de muito bom astral.
A praia de São Luis é esquisita. Ela não te convida a tomar banho. O mar é escuro e há uma grande faixa de areia até chegar na água. Como não me senti convidado, apenas molhei os pés. Depois fiquei sabendo que o mar é poluído. Ainda bem que nõ entrei. Além disso, peguei uma época de muito vento, o que dificultou a estadia na areia. Ainda assim, o pôr do sol vale a pena!

Enfim, São Luis é um lugar muito legal e vale a visita!

2 comentários:

DB disse...

sao luis é legal na companhia de totty e seus asseclas. nao curti a praia de la tambem nao. mas achei legal o centro, por mais detonado que estivesse. da uma ideia de espontaneo...ehehe

paula barros disse...

Gostei de olhar as fotos e de saber do seu passeio.