quinta-feira, 26 de março de 2009

Carisma

Nunca fui muito chegado a coberturas políticas. Quando estagiei na Radiobrás, inclusive, achava um saco ficar atrás de ministros e seus asseclas para conseguir entrevistas. Depois que saí de lá, isso ficou um tanto longe de mim.

Mas ontem, por uma questão de trabalho, fui acompanhar o lançamento do Plano Nacional de Habitação lá no Itamaraty. Nunca tinha acompanhado de perto um pronunciamento do presidente Lula. Tirando as coisas chatas de sempre (atraso, calor, confusão...) o que mais me chamou a atenção foi o carisma do cara.

Lula é realmente cativante. Não sou, nem nunca fui fã dele. Não acredito que ele seja a salvação do Brasil. Para mim, ele faz um bom trabalho em muitas coisas e péssimo e muitas outras. Mas, quando você acompanha um evento como o de ontem, percebe o por quê dos índices de popularidade dele serem tão altos.

Como dita a regra dos cerimoniais, ele foi o último a falar. Dilma falou, representantes de classe falaram, outros ministros também. Nenhum prendeu tanto a atenção do público quanto Lula. Ele faz graça da situação, faz piada com ele mesmo, provoca "os companheiro" e o público, maravilhado, presta atenção e ri de tudo . É impressionante.

No fim, a multidão corre para ele. Tem gente que quer pegar, quer falar, quer um sorriso. Mas é fato que vi muitos saírem da solenidade com um enorme sorriso no rosto pelo simples fato de ter acompanhado de perto o presidente.

Um comentário:

vintão disse...

Companheiro Mexxxquita, venho por meio deste informar-lhe que também odeio política! Mas o assédio ao presidente é tão grande, que recebi esses dias uma foto do próprio, MIJANDO, num matinho qualquer durante uma caminhada saudável... que fase amigo!