segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Então é Natal

E o que você fez?

Eu cheguei e fui almoçar no Tábua de Carne, uma churrascaria que também serve pratos regionais. Alta qualidade, mas nada de surpreendente.

No dia seguinte fui dar um rolé de buggy pelo litoral norte de Natal. O bugueiro nos pegou na pousada e partimos rumo ao passeio por nove praias, quatro dunas e duas lagoas. Passamos pela via costeira de Natal, Praia da Redinha e Santa Rita.

Na Redinha, paramos no Aquario de Natal, o maior do Nordeste. Uma visita bacana. Dá pra ver uns peixes legais, uns lagartos, macacos. Até pinguim tem. O destaque fica por conta do tubarão lixa, o mais dócil da espécie. Dá até pra passar a mão neles. Eu que não sou bobo, não arrisquei.



O dócil tubarão Lixa

Depois disso fomos para Genipabu, a primeira praia com dunas. Chegando lá nosso buggy quebrou. Ficamos no meio da areia parados, maior soléu. O motorista ligou pra outro que chegou pra nos buscar. Trocamos de carro e partimos para as dunas! Não. Não partimos. O novo buggy também quebrou. Os dois tiveram o mesmo defeito: quebrou a planetária (caixa de marchas).

Lá vamos nós ficar mais um tempo esperando pelo terceiro buggy. E nessa hora eu já tava pensando em nem ir mais, vai que o outro quebra também? Mas tudo bem, o terceiro chegou e tava tudo funcionando numa boa.

Saímos para a subida de Genipabu, alta adrenalina. Lá também dá pra tirar umas fotos bacanas e até andar de jegue.

Ôa, Martinha! Tchutchutchu!

Eu montei na Marta e dei uma voltinha. Ela não tava muito afim de me carregar não. Diz o dono dela que é porque ela acabou de dar cria e tava trabalhando no seu período de licença maternidade. Sacanagem, né?

Por falar em montaria, lá em Genipabu também dá para dar uma voltinha em um dromedário. Achei caro e não topei, mas o visual do lugar é fantástico.

A vista da Praia de Genipabu

De lá, mais uma volta pelas areias e uma travessia de balsa até chegar à Lagoa de Pitangui. Linda, água boa e relaxante. Acho que relaxamos tanto quando paramos lá que até esqueci de bater fotos. Uma pena, fica para a próxima.

Travessia de Balsa

De Pitangui fomos à Lagoa de Jacumã, onde rola de brincar no Skibunda. Você desce a duna numa pranchinha e cai dentro d’água. É bacana para brincar, mas não tem graça de repetir. O mais bacana é o sistema que a galera criou pra você subir. É um banquinho montado num trilho. O banco é puxado por uma esteira tracionada por um motor de fusca. Lá em cima um “motorista” dirige a máquina.



A subida no banquinho motorizado


Descendo no skibunda!

Passamos ainda por mais duas praias: Porto Mirim e Muriú, onde o passeio termina. Lá paramos para almoçar, tomamos um banho de mar e pegamos a estrada de volta. Enquanto a ida é praticamente toda no meio da areia e dunas, a volta é mais pelo asfalto, o que dá um descanso pra galera.

À noite, eu e Natália fomos jantar no Camarões, o original. Confesso que não me lembro o nome do prato que comemos, mas era delicioso!

Um comentário:

paula barros disse...

Paulinho, quando estive nos Lençóis Maranhenses, depois de todo o trabalho, e caminhada...e me lembrava das dunas de Natal e de Fortaleza...fiquei decepcionada com os Lençóis.

Não sei se não tive sorte, porque as lagoas estavam secas. Talvez um passeio aereo eu goste mais.

bjs

E Recife/Pernambuco quando entra no roteiro turístico?